UE não vê relação entre alimentação e risco de contágio da gripe

Redação Central, 21 jul (EFE).- A autoridade de segurança alimentar da União Europeia (UE) não acredita que a alimentação seja um fator de risco para pegar gripe suína, mas considera conveniente que a população permaneça atenta.

EFE |

Em entrevista à Agência Efe diretamente de Madri, Catherine Geslain-Lanéelle, diretora do organismo, disse que a doença não é transmitida pela alimentação, mas lembrou que as relações entre a saúde dos animais e das pessoas durante a década de 90.

"Por isso temos de estar atentos e preparar estudos", comentou a diretora, lembrando o mal da "vaca louca", que começou no Reino Unido em 2002 e afetou diversos países da Europa.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE.

fcm/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG