Bruxelas, 12 fev (EFE).- A União Europeia (UE) lamentou hoje a execução de Steve Henley no dia 4 de fevereiro na localidade americana de Nashville (Tennesse), condenado à morte pelo assassinato de dois idosos em 1985.

"Henley manteve até o final sua inocência, e foi condenado pelo testemunho de outro dois acusados", diz um comunicado da Presidência da UE, em nome dos 27 países do bloco.

A UE reafirma sua oposição à pena de morte, sejam quais forem as circunstâncias, e pede sua abolição no mundo todo, começando por uma moratória imediata.

"Acreditamos que a eliminação da pena de morte é fundamental para a proteção da dignidade humana e o progressivo desenvolvimento dos direitos humanos", afirmam os 27 países da UE. EFE met/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.