Tamanho do texto

Os países europeus chegaram a um acordo na noite desta segunda-feira sobre as normas comuns para que os assalariados possam trabalhar mais de 48 horas por semana, anunciou a presidência eslovena da União Européia.

O texto, ligado a uma negociação que deve levar os países europeus a fazer concessões, estava bloqueado há anos. Agora foi aceito "por uma maioria qualificada".

O documento deve ser ainda aprovado pelo Parlamento Europeu.

Cinco países - Espanha, Bélgica, Grécia, Hungria e Chipre - fizeram duras críticas à proposta e pediram um acompanhamento severo do projeto por parte do Parlamento.

Se aplicadas as novas regras, os europeus, sob certas condições bem definidas, poderão optar por trabalhar até 60 ou 65 horas por semana.

cm/ap/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.