UE expressa profunda preocupação com vítimas na escola de Jebalia

Praga, 7 jan (EFE).- A Presidência da União Européia (UE) - nas mãos da República Tcheca - expressou hoje sua profunda preocupação com as vítimas do bombardeio israelense a uma escola de Jebalia, e reiterou sua chamada para um cessar-fogo imediato na Faixa de Gaza.

EFE |

"Estamos profundamente preocupados com a perda de vidas humanas na escola de Jebalia, que foi o resultado da operação militar israelense", afirma, em comunicado publicado em Praga.

A declaração é divulgada um dia após o fim de uma missão da UE liderada pelo ministro de Exteriores tcheco, Karel Schwarzenberg, à região atingida pela escalada da violência nos confrontos entre o Exército israelense e o movimento Hamas na Faixa de Gaza.

O bombardeio ontem no colégio Al-Fakhoura da agência das nações nnidas para os refugiados palestinos (UNRWA), no campo de refugiados de Jebalia, em Gaza, matou mais de 40 pessoas e feriu mais de 100.

"De novo, apelamos a ambas as partes que implementem o cessar-fogo de maneira imediata, para que seja reduzido o sofrimento dos civis tanto em Israel quanto em Gaza", acrescenta a nota.

"Pedimos a Israel que abra um corredor humanitário em Gaza e possibilite a entrada às organizações humanitárias na área. Gaza tem necessidade urgente de alimentos, remédios, água e energia elétrica", afirma a Presidência da UE.

Israel interrompeu hoje os bombardeios em Gaza das 13h (9h de Brasília) até as 16h (12h de Brasília) para permitir que a população palestina se abasteça através de um corredor humanitário.

"Lembramos a responsabilidade daqueles que, mediante o bombardeio com foguetes contra Israel, realizado de zonas de Gaza com alta densidade de população, desencadearam este drama", afirma a declaração. EFE gm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG