BRUXELAS (Reuters) - A União Europeia planeja enviar uma missão militar ao Haiti para ajudar a providenciar abrigo para as vítimas do terremoto antes da temporada das chuvas, em março, afirmou a chefe de política externa do bloco, Catherine Ashton, na quinta-feira. O abrigo é a necessidade mais premente, disse Ashton numa declaração à cúpula da UE em Bruxelas. O governo do Haiti e a Organização das Nações Unidas (ONU) solicitaram a missão militar, afirmou ela.

As autoridades da UE não forneceram detalhes sobre o tamanho da missão.

O bloco da União Europeia, com 27 países, tem fornecido assistência humanitária para as vítimas do desastre de janeiro e enviou polícia paramilitar para ajudar a proteger a iniciativa de ajuda.

Alguns membros da UE haviam comparado a resposta europeia desfavoravelmente com a dos EUA, que enviaram dezenas de milhares de soldados e vastos suprimentos de alimentos e ajuda.

No mês passado, instituições e membros da UE ofereceram mais de 400 milhões de euros (552 milhões de dólares) em assistência emergencial de longo prazo ao Haiti.

(Reportagem de David Brunnstrom)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.