UE elogia Sérvia por colaboração na prisão de Karadzic

Bruxelas, 21 jul (EFE).- O presidente da Comissão Européia (CE, órgão executivo da União Européia), o português José Manuel Durão Barroso, destacou hoje a determinação do novo Governo sérvio em colaborar plenamente com o Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII).

EFE |

Radovan Karadzic, líder dos sérvios da Bósnia e um dos supostos criminosos de guerra mais procurados pela Justiça internacional, foi detido hoje, segundo informou o Conselho de Segurança da Sérvia.

Karadzic, foragido há 12 anos, foi conduzido perante o juiz de instrução da sala de Crimes de Guerra do Tribunal do Belgrado. O Gabinete do presidente sérvio, Boris Tadic, indicou em comunicado que "Karadzic foi encontrado e está na prisão".

A colaboração da Sérvia com o TPII, citada por Durão Barroso, é uma das condições impostas a Belgrado para sua futura adesão à União Européia (UE).

Por isso, a captura do servo-bósnio "é muito importante para aspirações européias", completou o líder português da UE em comunicado.

Além disso, o acontecimento "contribuirá para que a justiça seja feita e para uma reconciliação duradoura" nos Bálcãs, acrescentou Durão Barroso. EFE met/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG