UE e Rússia retomam negociações para acordo estratégico

Bruxelas, 2 dez (EFE).- União Européia (UE) e Rússia retomaram hoje negociações para um acordo estratégico de associação, paralisadas desde setembro em razão do conflito entre os russos e a Geórgia.

EFE |

Os respectivos chefes das delegações participaram de um encontro que contou ainda com a presença do espanhol Eneko Landáburu, diretor-geral de Relações Exteriores da Comissão Européia (CE), e do embaixador russo para assuntos com a UE, Vladimir Chizhov.

O presidente francês e de turno do Conselho da União Européia (UE), Nicolas Sarkozy, e o russo, Dmitri Medvedev, anunciaram a reabertura do diálogo para este ambicioso acordo político, comercial e energético ainda em 14 de novembro, na cidade de Nice.

As conversas foram suspensas em 1º de setembro, por iniciativa da UE, até a retirada total dos russos das zonas adjacentes às regiões separatistas georgianas da Ossétia do Sul e Abkházia - onde observadores europeus estão agora.

Em 7 de agosto, data do início das hostilidades, a Rússia estava presente em ambas as regiões com cerca de 3.000 soldados em missão de paz. Agora há 3.800 extras em cada uma das províncias, cuja independência foi reconhecida por Moscou.

Segundo a tese da Presidência francesa de turno e da CE, este envio não violaria o acordo de paz proposto por Sarkozy, já que este se refere a linhas de demarcação - mas não a volumes militares.

Uma missão observadora da UE certificou que os russos deixaram a área de segurança adjacente às duas regiões separatistas, o que resultou na retomada do diálogo por iniciativa da maioria dos países-membros.

Além disso, a CE recomendara ao bloco o retorno às conversas "pelo próprio interesse da UE", que depende da energia russa, e porque isto também fará com que Moscou assuma compromissos políticos mais facilmente. EFE met/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG