UE e China assinam 9 convênios com 56 milhões de euros

Bruxelas, 30 jan (EFE).- A União Europeia (UE) assinou nove projetos de cooperação educativa e comercial com a China que somam 56 milhões de euros, durante a visita do primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao a Bruxelas.

EFE |

Os acordos foram assinados após uma reunião entre Wen Jiabao e o presidente da Comissão Europeia (CE), José Manuel Durão Barroso, em um clima que definiram como "construtivo e cordial".

A CE e China se concentraram nas relações bilaterais, na crise econômica e na mudança climática, embora a Europa não tenha deixado de "transmitir sua preocupação com os direitos humanos e o Tibete", afirmou Barroso.

O projeto com maior orçamento (26 milhões de euros) é o programa de estudos Erasmus Mundus, de cooperação e mobilidade universitária da UE com países de fora da comunidade.

Além disso, assinaram programas e acordos comerciais para melhorar a troca de informações para combater o contrabando de mercadoria falsificada, e o tráfico de drogas de desenho produzidas na China à Europa.

Quanto à crise financeira, os comissários europeus trataram de convencer seus colegas chineses da necessidade de manter os mercados comerciais abertos, de colaborar de maneira global, e de iniciar pacotes de estímulo financeiro.

Em nome da CE estiveram presentes seu presidente e os comissários do Meio Ambiente, Stavros Dimas; de Economia e Assuntos Monetários, Joaquín Almunia; de Pesquisa e Ciência, Janez Potocnik; de Relações Exteriores, Benita Ferrero-Waldner, e de Comércio, Catherine Ashton.

EFE met/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG