UE diz que adiamento de volta às aulas depende de cada país-membro

Bruxelas, 12 ago (EFE).- A Comissão Europeia (órgão executivo da União Europeia) destacou hoje que o fechamento de colégios ou o adiamento da volta às aulas após as férias de verão (no hemisfério norte), medidas que poderiam ajudar a conter a propagação da nova gripe, devem ser decididos por cada país-membro do bloco.

EFE |

Durante uma entrevista coletiva, um porta-voz do Executivo da UE explicou que o adiamento da volta às aulas nas 27 nações do bloco "é uma questão das autoridades nacionais, não da Comissão".

O funcionário não descartou a possibilidade de as autoridades da UE debaterem o assunto nesta semana, mas descartou a possibilidade de o órgão executivo "estipular as condições" do retorno aos centros educativos.

Na Europa, o ano letivo de várias instituições de ensino em que foram detectados casos da gripe A sofreu alterações.

Em Mannheim, no sudoeste da Alemanha, uma escola antecipou em três dias as férias de verão depois que três de alunos contraíram a doença.

Escolas também foram fechadas temporariamente na Itália, na Bélgica e no Reino Unido. EFE aal/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG