A União Européia (UE) destinará 1,5 milhão de euros para impulsionar o setor audiovisual no Mercosul através de um projeto de três anos que ambos os blocos assinarão em dezembro e que inclui a abertura de 30 salas digitais.

Esse acordo, chamado Mercosul Audiovisual, beneficiará os quatro países-membros plenos do Mercosul (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai), indicou neste domingo Eva Piwowarski, secretária técnica da Recam, o órgão consultivo audiovisual do bloco sul-americano.

Os recursos serão destinados à abertura de uma rede de 30 salas digitais a partir de 2009 para "promover o cinema do Mercosul, latino-americano e europeu", explicou em uma conferência durante o Festival de Cinema de San Sebastián.

Um projeto de capacitação técnica pretende sobretudo "reduzir as assimetrias entre países", já que diante dos "altos níveis de capacidade" de Argentina e Brasil, o Paraguai "pediu um apoio forte" a seu setor, indicou a secretária da Recam (Reunião Especializada de Autoridades Cinematográficas e Audiovisuais do Mercosul e Estados Associados).

A Recam realizará um estudo para "encontrar um sistema apropriado para essa rede de salas e para distribuir os conteúdos pela região", onde já existem essas salas, principalmente no Brasil, onde há pouco mais de 200.

esb/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.