UE destaca atraso na abertura dos centros de votação no Sudão

Cartum, 11 abr (EFE).- A chefe da missão de observadores eleitorais da União Europeia no Sudão, Véronique de Keyser, destacou hoje o atraso na abertura de vários centros de votação pela falta de cédulas, mas detalhou que o dia transcorre de maneira organizada.

EFE |

"A abertura atrasou, mas o povo estava perfeitamente organizado", disse Keyser à Agência Efe às 12h30 na hora local (6h30 em Brasília), depois de visitar o colégio eleitoral na escola Al Mugran, no bairro da capital sudanesa de mesmo nome.

Kayser, que confessou ter ficado surpresa com o número de mulheres indo às urnas, ressaltou que no restante do país "a situação em geral está bem, apenas um pouco confusa no sul".

Em diversos locais de votação, porém, alguns eleitores afirmaram à Efe que demoraram até 10 minutos para votar porque é preciso procurar os candidatos em cada uma das oito listas. EFE jfu/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG