UE desaconselha viagens a áreas afetadas por gripe suína

BRUXELAS (Reuters) - A comissária (ministra) de Saúde da União Europeia, Androulla Vassiliou, aconselhou na segunda-feira a população a evitar viagens a áreas afetadas pela gripe suína. A UE não divulgou instruções formais aos viajantes, mas ministros de Relações Exteriores do bloco devem se reunir na segunda-feira em Luxemburgo para discutir a situação. Técnicos dos 27 governos devem fazer uma outra reunião para avaliar eventuais medidas a serem tomadas e para preparar um encontro de ministros da Saúde do bloco, possivelmente na quinta-feira.

Reuters |

A gripe suína já matou 103 pessoas no México e se propagou para os EUA. A Espanha se tornou o primeiro país na Europa a confirmar um caso da doença.

"Pessoalmente, eu tentaria evitar viagens não-essenciais a áreas apontadas como no centro (da epidemia)", disse Vassiliou em declaração gravada em Luxemburgo e transmitida a jornalistas em Bruxelas.

Questionada sobre detalhes, ela disse: "Deveriam evitar viagens ao México ou aos Estados Unidos a não ser que seja muito urgente para eles."

A República Checa, que preside a UE neste semestre, disse ser "de suma importância coordenar a resposta da UE ao surto".

(Texto de Marcin Grajewski, reportagem adicional de Bate Felix e Ingrid Melander)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG