A União Européia assegurou nesta sexta-feira seu total apoio ao primeiro-ministro libanês, Fuad Siniora, e pediu a solução da crise através do diálogo e em obediência às instituições, segundo comunicado do chefe da diplomacia européia, Javier Solana.

"A União Européia condena firmemente os últimos atos de violência reafirmando apoio ao governo libanês que interveio para manter a ordem e assegurar a integridade e a soberania do Líbano", afirmou Solana em comunicado depois de falar por telefone com Siniora.

O diplomata europeu se mostrou "preocupado" com os últimos acontecimentos no Líbano e solicitou "a todas as partes agirem com responsabilidade para encontrar uma solução para a crise.

cat/mcd/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.