UE condena reconhecimento russo de regiões separatistas

PARIS (Reuters) - A França, que detém a Presidência rotativa da União Européia, condenou veementemente a decisão da Rússia de reconhecer duas regiões separatistas da Geórgia como Estados independentes, informou o gabinete do presidente francês, Nicolas Sarkozy, na terça-feira, exigindo uma solução política para o caso. O presidente da Rússia, Dmitry Medvedev, anunciou na terça-feira que decidiu reconhecer a independência das duas regiões rebeldes georgianas, Abkházia e Ossétia do Sul, apesar dos pedidos de potências ocidentais para que respeitasse a integridade territorial georgiana.

Reuters |

'(A Presidência da União Européia) condena firmemente a decisão', disse o gabinete de Sarkozy, em um comunicado.

'(A Presidência) pede por uma solução política para os conflitos na Geórgia. Iremos examinar as consequências da decisão russa deste ponto de vista', acrescentou.

(Por François Murphy)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG