UE condena execução no Irã por crimes cometidos quando o acusado era menor

Paris, 27 ago (EFE).- A União Européia (UE) condenou hoje a execução no Irã de Behnam Zaree, acusado de ter cometido um assassinato quando era menor de idade, e lembrou a Teerã suas obrigações internacionais nesse âmbito.

EFE |

Em comunicado, a Presidência francesa da UE lembrou a forte oposição da União a "toda" execução, e em particular "à anunciada como iminente" de outro réu, que também era menor na época dos fatos pelos quais foi condenado.

A Presidência da UE lembrou ao Irã suas "obrigações", ao indicar que Teerã aderiu ao pacto internacional relativo aos direitos civis e políticos em 1976 e ao convênio sobre os direitos da infância em 1994.

Os signatários desses acordos se comprometem a não aplicar a pena de morte a um condenado que era menor no momento dos fatos, conclui a nota. EFE al/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG