Bruxelas - O responsável da política externa da União Européia (UE), Javier Solana, condenou o ataque contra soldados da missão conjunta da ONU e a União Africana na região sudanesa de Darfur, que matou sete capacetes azuis e feriu outros 22.

Solana reiterou, em comunicado, o apoio da UE ao desdobramento total da força mista ONU-União Africana (Unamid), que "contribuirá para melhorar a segurança dos necessitados em Darfur".

Os sete militares morreram na segunda-feira passada durante o ataque de uma milícia não identificada contra uma patrulha da força de pacificação no norte de Darfur, explicou ontem a porta-voz da ONU, Michèle Montas.

Montas informou ainda que sete dos 22 feridos correm risco de morte..

Solana, Alto Representante da UE para Política Externa e Segurança Comum, manifestou sua solidariedade com a força Unamid e enviou suas condolências às famílias dos "capacetes azuis" mortos na emboscada.

Leia mais sobre: Darfur

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.