UE buscará norma comum para uso de scanners corporais

BRUXELA - A União Europeia anunciou nesta quinta-feira que vai buscar uma norma comum sobre o uso dos scanners corporais nos aeroportos, após uma reunião do comite europeu de segurança aérea sobre a tentativa de atentado no voo Amsterdã-Detroit, ocorrido no dia 25 de dezembro.

iG São Paulo |

AFP
Scanner corporal é testado em aeroporto dos Estados Unidos

Scanner corporal é testado em aeroporto dos Estados Unidos

O comitê reúne especialistas dos 27 países do bloco. Segundo o comissário de Transportes da UE, Antonio Tajani, a organização proporá uma nova normativa comunitária para a implantação desses sistemas.

Atualmente, o uso dos scanners corporais fica a cargo de cada país. Em novembro de 2008, a UE retirou uma proposta para harmonizar a utilização desses equipamentos.

À época, o Parlamento Europeu manifestou publicamente sua preocupação com o uso dos scanners, ao considerar que poderiam atentar contra os direitos fundamentais dos viajantes. Para algumas organizações, o scanner viola a privacidade dos passageiros, porque oferece imagens muito detalhadas e em três dimensões do corpo do viajante.

No encontro desta quinta-feira, os especialistas da UE analisaram todo o pacote de medidas de segurança extraordinárias iniciadas pelos EUA por causa da tentativa de atentado no voo para Detroit. Segundo fontes diplomáticas, "em geral, se considera que as medidas não deveriam ser permanentes".

Ainda de acordo com fontes diplomáticas, os Estados-membros, que junto ao Parlamento Europeu terão a última palavra sobre essas regras, ainda não entraram em acordo sobre o assunto, mas em princípio a maioria seria favorável a sua implantação.

Até agora, Reino Unido, Holanda e Itália já anunciaram que se unirão aos EUA e que começarão a instalar scanners corporais em seus aeroportos.

Na Itália, o scanner será introduzido de modo experimental nos aeroportos de Malpensa (Milão), Fiumicino (Roma) e Marco Polo (Veneza), em um prazo máximo de três meses.

O ministro do Interior italiano, Roberto Maroni, disse que a segurança dos viajantes é a prioridade do governo. "O direito à vida é uma prioridade frente a qualquer outra questão", disse o ministro do Interior, em referência às críticas ao sistema.

Maroni informou ainda que a Itália fará um pedido formal à União Europeia (UE) em 21 de janeiro, durante a reunião das titulares de Justiça e Interior em Toledo (Espanha), para que todos os países-membros adotem o scanner em seus aeroportos.

Na quarta-feira, o governo francês informou que começará a testar o equipamento em certos aeroportos "o mais rápido possível", visando sua adoção definitiva. Enquanto isso, países como a Bélgica se mostram reticentes e outros não expressaram publicamente sua opinião.

A Espanha, que preside a UE neste semestre, tomará as medidas que considerar oportunas "assim que houver uma decisão europeia" a respeito, disse o ministro de Assuntos Exteriores espanhol, Miguel Ángel Moratinos, nesta quinta-feira.

Na sexta-feira a Comissão Europeia deve apresentar aos embaixadores dos países-membros da UE um relatório do que foi debatido em Bruxelas. O comitê de segurança aérea da UE voltará a se reunir nos dias 20 e 21.

Outros países

O Canadá também planeja equipar seus principais aeroportos internacionais com scanners corporais para melhorar a segurança.

Nos próximos dois meses, o paísadotará scanners corporais em nove aeroportos, incluindo os de Toronto, Vancouver e Montreal. Em 2008, foram testados equipamentos em pequenos aeroportos em Kelowna, na província de Colúmbia Britânica.

Nesta quinta-feira, a Nigéria implementou novas medidas para melhorar a segurança e o controle sobre o embarque de passageiros em seus aeroportos.

De acordo com o governo, a partir de agora todos os passageiros que usarem os aeroportos locais serão revistados e toda bagagem de mão será "exaustivamente inspecionada" para que não passem elementos que possam representar uma ameaça para a segurança dos passageiros, das tripulações e das instalações aeroportuárias.

Além disso, scanners de veículos serão instalados em todas as vias de acesso aos aeroportos nacionais, que também vão ser equipados com scanners corporais.

Com EFE e AFP

Leia mais sobre terrorismo

    Leia tudo sobre: terrorismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG