UE avaliará risco da gripe suína e coordenação de resposta

Bruxelas, 27 abr (EFE).- Os especialistas de saúde pública dos 27 países-membros da União Europeia (UE) realizarão hoje uma primeira reunião urgente para avaliar a repercussão na Europa do foco de gripe suína e coordenar sua atuação para prevenir a extensão da doença.

EFE |

Os representantes dos Estados-membros se encarregarão também de preparar o encontro extraordinário de ministros da Saúde convocado pela Presidência tcheca da UE, provavelmente para a próxima quinta-feira.

Em comunicado, a Presidência tcheca indicou que está acompanhando a situação "muito de perto", destacou a seriedade do foco detectado no continente americano e ressaltou sua determinação em minimizar o impacto na UE.

Por isso, ressaltou, é essencial "avaliar o risco potencial e todas as possíveis medidas a serem adotadas".

Com esse objetivo, convocou os Estados-membros a uma série de reuniões, que começarão hoje com o encontro de especialistas de saúde pública, que se encarregarão de analisar a situação e propor medidas para coordenar a resposta europeia.

A reunião de ministros da Saúde acontecerá assim que possível, "com toda a probabilidade na tarde da quinta-feira, dia 30 de abril", acrescentou o comunicado.

A República Tcheca também solicitou à Comissão Europeia (órgão executivo da UE) que prepare propostas específicas diante da possibilidade de que seja necessário adotar medidas.

Além disso, decidiu incluir a questão na agenda da reunião de ministros de Exteriores que está acontecendo hoje em Luxemburgo. EFE epn/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG