UE aprova novas sanções contra Coreia do Norte por teste nuclear

Bruxelas, 27 jul (EFE).- A União Europeia (UE) adotou hoje sanções contra a Coreia do Norte, em cumprimento de uma resolução da ONU, devido aos testes nucleares e de mísseis balísticos realizados no final de maio, além de outras medidas restritivas adicionais que incluem uma lista de proibições à exportação.

EFE |

A resolução 1.874 impõe novas sanções ao regime de Pyongyang, incluindo de caráter econômico, assim como a proibição de importação de armas, e permite a inspeção dos navios e aviões suspeitos de transportar armamento tanto em alto-mar quanto nos portos.

Além destas medidas, a UE elaborará uma lista autônoma de "proibições a artigos para a exportação, pessoas e entidades, de ativos congelados, aumentar a vigilância financeira e reforçar as inspeções de mercadorias", segundo as conclusões do Conselho de Assuntos Gerais e Relações Exteriores realizado hoje.

A resolução aprovada pelo Conselho impõe um embargo total às exportações de armas desse país asiático e amplia a proibição de suas importações de armamento, e permite a inspeção de navios e aviões suspeitos de transportar armas de destruição em massa.

A comunidade internacional, liderada pelos Estados Unidos, quer pôr fim às ambições armamentísticas norte-coreanas.

Este ano, a Coreia do Norte lançou um total de 18 mísseis, incluindo um foguete de longo alcance em 5 de abril, que pode ter custado cerca de US$ 300 milhões. EFE met/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG