UE apresenta na Bahia resultados de cooperação com a A.Latina

Rio de Janeiro, 22 jun (EFE).- A União Europeia (UE) apresentará a partir de amanhã em Salvador os resultados de seu plano de cooperação social e lançará as bases para aprofundar a ajuda ao desenvolvimento na América Latina.

EFE |

O quarto encontro internacional de redes do Programa Eurosocial reunirá até quinta-feira representantes de Governos da América Latina, do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), da Comissão Econômica Para a América Latina e o Caribe (Cepal) e da UE, diz a organização do evento em comunicado.

Durante o encontro, haverá a apresentação dos avanços conseguidos nos quatro anos do principal programa da Comissão Europeia (órgão executivo da UE) para a coesão social e a análise dos pontos que devem orientar sua continuação, o Eurosocial 2, que começará em 2010 com orçamento maior do que o de seu antecessor.

Dotado de 36 milhões de euros, o Eurosocial apoiou a criação de políticas públicas para a redução das desigualdades sociais, a proteção de vítimas de violência de gênero e a implantação de programas de proteção de testemunhas na América Latina, com base na experiência europeia.

Os programas do Eurosocial foram desenvolvidos pelos Governos latino-americanos ou por instituições destes países com a assistência técnica de especialistas europeus, os quais serviram como elo entre as Administrações públicas dos países da América Latina e da UE.

Os especialistas também acompanharam, com maior ou menor intensidade, o processo de desenvolvimento das políticas sociais que apenas contribuirão à coesão social no "médio prazo", segundo os responsáveis pelo plano.

Este programa promoveu o desenvolvimento de cerca de 300 atividades e o contato entre quase duas mil instituições das Administrações públicas e nove mil especialistas de vários países da UE e da América Latina.

O objetivo destes programas, englobados no plano da UE para a América Latina, se centraram nos setores de saúde, educação, justiça e emprego.

Estes são os temas dos debates das mesas-redondas nos três dias de debates, para analisar quais são os desafios mais importantes que a região enfrenta em matéria de coesão social. EFE mp/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG