A Comissão Europeia impôs nesta quinta-feira importantes condições em troca de autorizar a nacionalização parcial do alemão Commerzbank e pretende examinar com lupa as ajudas públicas ao também alemão Hypo Real Estate e ao britânico Northern Rock.

Em troca da ajuda estatal, o Commerzbank, segundo banco da Alemanha, deverá centrar-se em atividades de base, como o banco de correntista e de empresas, reduzindo suas atividades de banco de investimento e imobiliária comercial.

Com estas condições, Berlim obtém luz verde para nacionalizar o Commerzbank em 25% em troca de uma injeção de capital de 10 bilhões de euros.

Por outra parte, Bruxelas abriu nesta quina-feira uma investigação sobre as ajudas concedidas ao Hypo Real Estate de mais de 85 bilhões de euros, a maior parte sob forma de garantia.

Outros bancos europeus também estão na mira de Bruxelas, como o franco-belga Dexia.

Bruxelas cifrou em abril as ajudas públicas já autorizadas para o setor bancário europeu em 3 trilhões de euros, dos quais 2,3 trilhões de garantia.

soe/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.