Trípoli, 10 fev (EFE).- A comissária europeia de Relações Exteriores, Benita Ferrero-Waldner, abriu hoje em Trípoli a segunda rodada de negociações entre União Europeia (UE) e Líbia para aumentar suas relações comerciais, especialmente na venda de gás líbio, na tentativa de atenuar a dependência da Rússia.

Segundo os dados do Governo da Líbia, os hidrocarbonetos são, de longe, seus principais produtos de exportação, representando quase todas as exportações (93%) à UE, que, por sua vez, concentra 71% de todo o comércio exterior líbio.

Além disso, 55% das importações da Líbia provêm dos países da UE, que também é responsável por 67% dos investimentos estrangeiros do país norte-africano.

Waldner reuniu-se com o secretário líbio de Assuntos Árabes e Europeus, Mohammed Syala, e mais 32 analistas da Comissão de todos os setores de atividade, além de integrantes do Governo da Líbia.

Esta rodada de negociações, que vai até amanhã, dá sequência as reuniões entre Líbia e UE que começaram em 13 de novembro, em Bruxelas, e que os europeus acreditam que possam gerar um acordo até o fim deste ano. EFE fa/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.