Bruxelas, 15 jun (EFE).- A União Europeia (UE) detectou 108 novos casos da gripe suína nas últimas 24 horas e confirmou a primeira morte pela doença no continente, na Escócia.

Segundo dados do Centro de Prevenção e Controle de Doenças da UE, a primeira vítima mortal da gripe era uma mulher de 38 anos que deu à luz há duas semanas na área de Glasgow.

O número em todo o Velho Continente é de 2.377 infectados em 26 países, sendo 655 contaminados em território europeu. Os dados correspondem aos 27 Estados-membros da UE mais Suíça, Liechtenstein, Islândia e Noruega, e foram atualizados às 12h de Brasília.

A maioria dos casos anunciados desde ontem foi registrada no Reino Unido, com 94. A doença também foi detectada na Holanda (com sete casos), Alemanha e Bélgica (dois cada um), e Luxemburgo, Suécia e Portugal (um caso cada um).

Além disso, a França informou sobre um surto em uma escola do sul do país, que afeta sete crianças que não viajaram recentemente às áreas mais afetadas ou tiveram contato com pessoas contaminadas.

O Reino Unido segue liderando a lista de número de contágios na Europa, com 1.320, seguido de Espanha (488), Alemanha (172), França (78), Itália (67), Holanda (61), Suécia (33) e Suíça (22).

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE ahg/dp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.