UE analisa saída dos EUA de cidades do Iraque

Bruxelas, 2 jul (EFE).- A Presidência sueca da União Europeia (UE) mostrou seu apoio à disposição e responsabilidade do Governo do Iraque ao assumir a segurança de suas cidades, após a completa retirada das tropas americanas.

EFE |

No entanto, manifestou sua "preocupação" com as "trágicas notícias" dos últimos ataques terroristas no país árabe, e deplorou a perda de vidas de civis nestes atentados, segundo comunicado.

"A UE celebra a vontade e determinação do Governo do Iraque de assumir a responsabilidade pelo desenvolvimento do país, como foi demonstrado com a retirada das tropas americanas das cidades iraquianas", assinalou a Presidência em comunicado.

Os soldados dos Estados Unidos terminaram no dia 30 de junho sua retirada das urbes desse país, como estava previsto.

Em fevereiro, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou uma retirada gradual de tropas de combate americanas até agosto de 2010, enquanto sua saída total deve ser concluída até 1º de janeiro de 2012.

Para a UE, a retirada das tropas americanas das cidades "significa uma responsabilidade maior" para as autoridades iraquianas, assim como para sua Polícia e forças de segurança. EFE rja/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG