UE ameaça recorrer à OMC contra ajuda americana à indústria automobilística

A União Européia (UE) não hesitará em recorrer à Organização Mundial do Comércio (OMC) se considerar que o apoio financeiro do governo dos Estados Unidos ao setor automobilístico é ilegal, advertiu o presidente da Comissão Européia, José Manuel Durão Barroso.

AFP |

"Embora os Estados Unidos não tenham comunicado o plano de maneira oficial, a UE está examinando o mesmo e, se verificar que se trata de uma ajuda estatal ilegal, atuaremos no plano da OMC", disse Barroso em entrevista à rádio francesa Europe 1.

O Congresso americano aprovou em 27 de setembro uma ajuda de 25 bilhões de dólares às montadoras do país, para que as empresa possam reorientar a produção em direção a modelos mais ecológicos.

Os prazos de entrega do auxílio ainda não foram fixados, mas o valor já parece insuficiente diante do tamanho das dificuldades do setor.

As duas principais montadoras do país, General Motors e Ford, acumulam prejuízos de US$ 30 bilhões no decorrer do ano. A Chrysler, cuja ação deixou de ser negociada, não divulga mais os resultados, mas também enfrenta graves dificuldades.

A OMC, com sede em Genebra, tem autoridade para resolver litígios sobre obstáculos à concorrência no comércio mundial.

ao/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG