Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

UE acerta suspensão de sanções contra Cuba

Os chanceleres da União Européia acertaram na noite desta quinta-feira, durante a Cúpula de Bruxelas, a suspensão das sanções contra Cuba e a retomada do diálogo político com o regime comunista, informaram fontes diplomáticas.

AFP |

O acordo político obtido pelos chanceleres dos 27 países, durante o jantar de abertura da Cúpula de Bruxelas, deverá agora ser aprovado oficialmente, disseram à AFP fontes diplomáticas.

Seguindo a posição da Espanha, a presidência eslovena da UE havia preparado um texto que propunha anular as sanções adotadas em 2003 e relançar o diálogo político com o governo liderado por Raúl Castro, que tem dado sinais de abertura.

Para manter a pressão sobre o regime comunista e convencer os sócios mais reticentes, como a República Tcheca, os 27 se comprometeram a reexaminar a situação em um ano.

As sanções, que limitavam as visitas governamentais bilaterais de alto nível e abriam sistematicamente aos dissidentes cubanos as embaixadas de países da UE, estavam suspensas desde 2005, graças à pressão do governo socialista espanhol.

Cuba foi sancionada por condenar 75 dissidentes, em março de 2003, a duras penas de prisão, e pela execução sumária de três seqüestradores de uma lancha que pretendiam emigrar para os Estados Unidos.

Alemanha, República Tcheca, Dinamarca e Holanda eram os mais reticentes à retirada das sanções.

acc/tt/LR

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG