Ucrânia vai às urnas para segundo turno presidencial

Os locais de votação abriram as portas na Ucrânia neste domingo para o segundo turno da eleição presidencial, disputado entre o opositor pró-Moscou Viktor Yanukovich e a primeira-ministra Yulia Tymoshenko.

iG São Paulo |

As seções eleitorais ficam abertas das 8h (4h de Brasília) às 20h (16h de Brasília). As primeiras pesquisas de boca de urna serão anunciadas ao fim da votação e os primeiros resultados parciais durante a noite.


Ucranianos vão às urnas neste domingo / AP

O favorito é Viktor Yanukovich, que teve 10 pontos de vantagem sobre a adversária no primeiro turno de 17 de janeiro. Ele espera assim uma vingança da Revolução Laranja, iniciada por suspeitas de fraude a favor dele na eleição presidencial de 2004 e que invalidou sua vitória.

Yulia Tymoshenko, um dos principais nomes da Revolução Laranja, acusou o rival de preparar novas fraudes e prometeu, neste caso, uma nova "Maidan", uma referência aos grandes protestos de seis anos atrás na praça central de Kiev.

Candidatos votam

A primeira-ministra Yulia Timoshenko afirmou neste domingo que votou "por uma nova Ucrânia", enquanto seu adversário no segundo turno da disputa pela presidência, o líder opositor Viktor Yanukovich, disse tê-lo feito "pela estabilidade" do país.


Timoshenko deposita seu voto na urna / AP

"Votei por uma nova Ucrânia, uma Ucrânia maravilhosa e europeia, onde o povo viverá feliz", disse Timoshenko após votar em sua cidade natal, Dnepropetrovsk. Acompanhada do marido, Olexandr, e da filha, Eugenia, a candidata à presidência prometeu "servir à Ucrânia com toda a alma".

Yanukovich, que emitiu seu voto em Kiev, disse que luta "pela estabilidade" e "por uma Ucrânia forte". "Estou convencido de que o povo ucraniano merece uma vida melhor, por isso votei em mudanças boas, pela estabilidade e por uma Ucrânia forte", declarou ao deixar o posto eleitoral.


Yanukovich deixa a cabine de votação / AP

Ao contrário da adversária, Yanukovich votou sem a companhia família e cercado de deputados de seu partido. O líder opositor venceu o primeiro turno com 35,32% de apoio, contra 24,36% de Timoshenko.

Leia mais sobre Ucrânia

    Leia tudo sobre: ucrânia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG