Ucrânia está disposta a fazer todo o possível para acabar com crise do gás

Kiev, 10 jan (EFE).- A Ucrânia está disposta a fazer todo o possível para desbloquear a provisão de gás russo à Europa Central, declarou hoje a primeira-ministra ucraniana, Yulia Timoshenko.

EFE |

"Estamos dispostos a ir ao encontro, a fazer tudo o que da Ucrânia dependa, incluindo medidas políticas e técnicas, para que a Europa receba o gás", disse a primeira-ministra ao iniciar as negociações com seu colega tcheco, Mirek Topolanek, cujo país ostenta a Presidência da Uniãom Européia e quem se encarrega de negociar uma saída para a crise do gás entre Rússia e Ucrânia.

Ao mesmo tempo, expressou o desejo de que os especialistas europeus, aos quais a Ucrânia "abriu todas as possibilidades de controle", "declarem publicamente que a Ucrânia cumpriu cabalmente com seus compromissos", disse.

"Hoje estão trabalhando (na Ucrânia) e se convencem de que a Ucrânia não se apropriou de uma só grama de gás russo", destacou.

No dia 3 de janeiro a Rússia acusou a Ucrânia de "roubar" o gás destinado à Europa e cortou a provisão. EFE mb/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG