Ucrânia convoca eleições antecipadas para 7 de dezembro

Kiev - O presidente ucraniano, Viktor Yushchenko, convocou nesta quinta-feira eleições parlamentares antecipadas para 7 de dezembro, após dissolver na noite desta quarta-feira a Rada Suprema (Legislativo).

EFE |

O decreto do chefe de Estado que dispõe a dissolução da Rada e ordena a realização de eleições num prazo de dois meses, como estabelece a Constituição, foi publicado com data de hoje na página da Presidência ucraniana na internet.

Yushchenko dissolveu a Câmara devido à ruptura da aliança laranja e a incapacidade dos deputados de criar uma nova coalizão governante no prazo de um mês.

O presidente fez este anúncio ontem à noite em um pronunciamento gravado e exibido pela TV local, pois se encontra em visita oficial à Itália.

A nova crise na coalizão laranja explodiu há um mês, quando o bloco da primeira-ministra, Yulia Timoshenko, um dos pilares da aliança, apoiou na Rada um projeto de lei que diminuía os poderes do presidente e simplificava o procedimento para sua impugnação.

A Ucrânia já realizou em setembro de 2007 um pleito legislativo antecipado, depois de uma longa crise institucional provocada pela troca de partidos ter obrigado Yushchenko a dissolver a Rada escolhida por cinco anos em março de 2006.

Segundo todas as pesquisas, o partido de Yushchenko seria um dos grandes perdedores em caso de novas eleições, pois no último pleito já obteve menos votos que as legendas de Timoshenko e do ex-primeiro-ministro Viktor Yanukovich.

Os analistas apontam que a ruptura da coalizão laranja transforma Yushchenko e Timoshenko em rivais para as eleições presidenciais de janeiro de 2010.

    Leia tudo sobre: ucrânia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG