O presidente da comissão da União Africana (UA), Jean Ping, condenou o assassinato, por parte de militares, do presidente de Guiné-Bissau, João Bernardo Vieira.

"Fiquei sabendo esta manhã, com profunda consternação, do assassinato do presidente da república de Guiné-Bissau, 'Nino' Vieira. A UA e eu condenamos com firmeza este ato criminoso", declarou à AFP.

"O assassinato é grave por acontecer no momento en que estavam sendo realizados esforços para para consolidar a paz depois das eleições (legislativas) de novembro de 2008, destinadas a reforçar o processo democrático no país", completou.

O presidente Vieira foi assassinado por militares em represália ao atentado da noite de domingo que matou o comandante do Estado-Maior do Exército, o general Tagmeh Na Waieh.

eg/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.