Twitter e Facebook saem do ar por ataque de hackers russos a georgiano

Moscou, 7 ago (EFE).- Os ataques que tiraram do ar, na quinta-feira, as redes sociais virtuais Twitter, Facebook e o serviço de blogs LiveJournal foram obra de hackers russos contra um blogueiro da Geórgia, um ano depois do início do conflito no Cáucaso.

EFE |

O especialista russo em internet, Antón Nósik, confirmou as informações convencido depois da descoberta do envolvimento do movimento juvenil pró-Kremlin "Nashi" (Os Nossos) no ataque.

Segundo especialistas russos, o perfil nas três ferramentas de um dos blogueiros mais conhecidos da Geórgia, cujo pseudônimo é "Cyxymu", nome da capital da região da Abkházia, foi atacado.

Os ataques foram praticado em resposta às publicações nas quais "Cyxymu" acusava a Rússia de invadir militarmente a Geórgia há um ano, para dominar as duas regiões separatistas da Ossétia do Sul e da Abkházia, segundo o site "Gazeta.ru".

Responsáveis pela segurança do Facebook confirmaram que o usuário georgiano foi "atacado na quinta-feira simultaneamente de muitos pontos a fim de calar sua boca", de acordo com o site "CNET".

Os hackers recorreram ao ataque de bloqueio de serviços, em que um vírus infecta simultaneamente milhares de computadores e sobrecarregam seu servidor.

Konstantín Goloskokov, um dos comissários do movimento Nashi, fortemente nacionalista, negou ao "Gazeta.ru" que seu grupo tenha participado do ataque de ontem às redes sociais e os tachou de "ilegais".

Mas Nósik lembrou que o Nashi recorreu exatamente a esse tipo de ataque para bloquear os sites do Partido Nacional Bolchevique. EFE se/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG