TV pública canadense demitirá quase 800 para cortar gastos

Toronto (Canadá), 25 mar (EFE).- A televisão pública canadense, conhecida pela sigla CBC, anunciou hoje que eliminará quase 800 postos de trabalho e que venderá ativos para compensar a recusa do Governo do país em aumentar o orçamento da emissora.

EFE |

A "CBC" disse que no período 2009-2010 terá um déficit de US$ 138,51 milhões.

Este ano, o Governo canadense destinará US$ 891 milhões às atividades da rede de TV, que espera reforçar seu caixa vendendo US$ 101,25 milhões em ativos.

O presidente e executivo-chefe da emissora, Hubert Lacroix, não quis dizer de quais ativos a "CBC" vai se desfazer, mas declarou que 393 pessoas serão dispensadas do serviço em inglês, que outras 336 serão demitidas do serviço em francês e quem mais 70 deixarão a parte administrativa da rede.

O executivo também disse que a "CBC" terá que tomar difíceis decisões a respeito de sua programação. Mas garantiu que duas de suas rádios continuarão sem veicular anúncios publicitários. Lacroix também garantiu que a emissora não fechará nenhuma de suas estações.

EFE jcr/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG