Um canal de televisão da Argélia mostrou fotos de ferimentos que podem indicar que os militares de Israel estariam lançando bombas com fósforo branco na Faixa de Gaza. O uso deste tipo de substância em armas é proibido por leis internacionais de guerra, e Israel já negou veementemente a acusação de usar o composto para fins bélicos.


Médicos palestinos afirmam que vêm tratando pacientes que podem ter sido atingidos por este tipo de munição.

Segundo os médicos, as queimaduras não são comuns porque seus efeitos continuam a se espalhar horas depois de a vítima sofrer o ferimento. A queimadura poderia chegar até os ossos.

A bomba com fósforo branco é lançada por aviões e interage quimicamente com o oxigênio, se incendiando e liberando uma fumaça branca.

A organização de defesa de direitos humanos Human Rights Watch acusou no domingo o Exército de Israel de usar munição com o composto incendiário em áreas densamente povoadas de Gaza, incluindo um campo de refugiados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.