TV da Coreia do Norte exibe imagens de lançamento de foguete

TÓQUIO - A televisão norte-coreana exibiu nesta terça-feira as imagens do lançamento de seu foguete no domingo, que percorreu cerca de 3 mil quilômetros e não conseguiu pôr um satélite em órbita, segundo afirmam Coreia do Sul e Estados Unidos.

Redação com agências internacionais |

Nas imagens, aparecem o foguete "Unha-2" decolando da base norte-coreana de Musudan-ri e o centro de controle de onde foi seguida a trajetória do satélite que Pyongyang afirma ter colocado em órbita, de acordo com a agência japonesa "Kyodo".

Especialistas sul-coreanos e americanos asseguram que o foguete norte-coreano é um variante civil do míssil de longo alcance Taepodong-2.

AP
Televisão mostra Kim Jong-Il assistindo ao lançamento do foguete
Televisão mostra Kim Jong-Il assistindo ao lançamento do foguete

O governo sul-coreano afirmou esta semana que o foguete da Coreia do Norte fracassou em sua tentativa e caiu no Oceano Pacífico a uma distância entre 2,7 mil e 3,1 mil quilômetros da base de Musudan-ri.

Fontes sul-coreanas citadas ontem pela agência sul-coreana "Yonhap" afirmaram que o regime comunista melhorou sua tecnologia de mísseis com este lançamento, "cujas conquistas podem ser utilizadas na tecnologia de mísseis de longo alcance".

Lançamento polêmico

No domingo, a Coreia do Norte lançou um míssil de longo alcance que sobrevoou o Japão sem causar danos, e cuja primeira fase caiu no mar.

Em 12 de março, Pyongyang comunicou à Organização Internacional de Aviação Civil e à Organização Marítima Internacional que, entre os dias 4 e 8 de abril, lançaria um satélite de comunicações como parte de seu programa espacial com fins pacíficos.

No entanto, Coreia do Sul, Japão e EUA definem o ato norte-coreano como uma violação da resolução 1.718 do Conselho de Segurança da ONU, que pede que esse país asiático abandone os testes de armas nucleares e com mísseis balísticos, assim como o desenvolvimento desse armamento.

Japão quer sanções

A Câmara do Japão aprovou nesta terça-feira, em sessão plenária, uma resolução que condena o lançamento de um foguete de longo alcance feito pela Coreia do Norte e pede ao governo a imposição de mais sanções.

Espera-se que o Executivo japonês aprove até sexta-feira as novas sanções contra o regime norte-coreano, que poderia representar um embargo a todas as exportações.

O Japão impôs sanções econômicas contra Coreia do Norte depois do teste nuclear feito pelo regime comunista em outubro de 2006.

Assista ao vídeo:

Leia mais sobre: Coreia do Norte

* Com EFE e AFP

    Leia tudo sobre: coréia do norte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG