Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

TV austríaca negocia entrevista com Elisabeth Fritzl

A televisão estatal austríaca ÖRF disse que está negociando uma entrevista com Elisabeth Fritzl, a austríaca que foi mantida em cativeiro pelo próprio pai durante 24 anos. Procurada pela BBC Brasil, a assessoria de imprensa da emissora confirmou ter interesse pela entrevista, mas disse que Elisabeth ainda não se decidiu a esse respeito.

BBC Brasil |

Se a entrevista acontecer, será a primeira vez que a mulher falará em público sobre o drama que viveu.

A ÖRF, no entanto, negou a informação publicada nesta segunda-feira em reportagem do jornal Österreich, segundo a qual a entrevista já estaria acertada e marcada para a segunda-feira que vem, dia 26 de maio.

Assédio
As informações sobre uma possível entrevista surgem em um momento de grande assédio dos fotógrafos à clínica psiquiátrica onde Elisabeth é mantida junto de cinco dos seis filhos que teve com o pai, Josef Fritzl.

A especulação de que uma imagem sua poderia render até 1 milhão de euros fez com que os fotógrafos fizessem uma vigília em frente ao local e que alguns tentassem usar os mais variados truques para entrar na clínica.

Um deles tentou invadir a clínica vestido de policial. Um outro cavou um buraco da rua até o jardim da clínica, mas foi descoberto por um cão farejador.

Uma entrevista à televisão poderia ser uma forma de encerrar o assédio, assim como aconteceu no caso de Natascha Kampusch, afirmou o jornal.

A jovem, que passou oito anos em cativeiro até conseguir escapar em agosto de 2006, falou pela primeira vez com a imprensa em uma entrevista exclusiva à ÖRF em setembro do mesmo ano.

O jornal Österreich especula que a entrevista de Elisabeth Fritzl seguiria o mesmo padrão.

"Nada seria cobrado pelo depoimento, mas os lucros que a emissora obteria com a venda da entrevista seriam repassados à Elisabeth e sua família", diz o jornal.

Ainda segundo Österreich, Elisabeth falaria ao mesmo jornalista que entrevistou Kampusch, Christoph Feuerstein. Seus filhos não participariam do programa.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG