Turquia tenta diminuir tensão entre Índia e Paquistão após ataques em Mumbai

Istambul, 1 dez (EFE).- O primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, intercedeu para diminuir a tensão entre a Índia e o Paquistão criada pelos atentados que deixaram 188 mortos na cidade indiana de Mumbai, informou hoje a imprensa local.

EFE |

Durante o fim de semana, o primeiro-ministro paquistanês, Yousaf Raza Gillani, ligou para Erdogan a fim de pedir que intermediasse entre seu país e a Índia - em conflito há anos pelo controle da região da Caxemira -, diante das acusações do Governo indiano de que os serviços secretos do Paquistão estariam envolvidos nos ataques terroristas em Mumbai.

Segundo o jornal "Milliyet", no sábado passado, Erdogan conversou por telefone com o primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, e com o chefe de Governo israelense, Ehud Olmert, e no domingo com o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, sobre as conflituosas relações entre Índia e Paquistão.

Finalmente, o primeiro-ministro turco ligou para o chefe do Governo indiano, Manmohan Singh, e propôs que Índia e Paquistão "exibam um compromisso contra o terrorismo", algo pelo qual, segundo a imprensa turca, agradeceu o líder indiano. EFE amu/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG