Turquia pede que Hamas seja incluído no processo de paz no O. Médio

Istambul, 19 jan (EFE).- A Turquia pediu hoje à comunidade internacional para incluir o grupo radical islâmico Hamas no processo de paz no Oriente Médio, e fez um apelo pela reconciliação nacional entre as diferentes facções palestinas.

EFE |

"Se cometermos um erro (nas negociações) nestes dois meses, arruinaremos os próximos cinco anos", assegurou Ahmet Davutoglu, mediador especial do Governo turco para o Oriente Médio.

Em entrevista coletiva em Istambul, após voltar de uma viagem pela região, Davutoglu pediu que os militantes do Hamas "não sejam marginalizados" das negociações devido ao forte apoio que encontram entre a população palestina.

O negociador turco mantém boas relações tanto com a cúpula israelense quanto com a da Síria e do Hamas.

Quanto à reconciliação nacional entre os palestinos, Davutoglu destacou hoje que "todas as partes devem começar a trabalhar nela nesta mesma semana".

"Sem reconciliação nacional, não será possível recuperar o processo de paz", afirmou o mediador turco.

Sobre as duras críticas lançadas pela Turquia contra Israel pela ofensiva em Gaza, o emissário destacou que não foram geradas pela orientação islâmica moderada do Governo.

A Turquia defende "valores universais, humanos e europeus. Ser imparciais não significa que continuaremos como uma parede", afirmou Davutoglu.

O primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, havia criticado duramente Israel pelas mortes civis provocadas pela ofensiva em Gaza. EFE amu/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG