Turquia espera pedido de desculpa de Israel pelo ataque em Gaza

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, assegurou sexta-feira que seu país não pedirá perdão

EFE |

AFP
Egemen Bagis (30/06/2010)
 Apesar da recusa do Governo de Israel, Turquia ainda espera uma desculpa oficial do país pelo ataque à embarcação humanitária em maio em Gaza, que causou a morte de nove cidadãos turcos, disse hoje o ministro turco de Assuntos Europeus, Egemen Bagis.

Em um fórum intitulado "Turquia na Europa" realizado em Istambul, Bagis reiterou a postura oficial de seu país de que Israel deve apresentar desculpas pelo ataque contra um navio turco que transportava ajuda para Gaza. "Foram encontradas 30 balas nos nove corpos turcos mortos no ataque", manifestou o ministro, após reiterar que "o embargo (israelense) de Gaza é ilegal". "A segurança de Israel é tão importante como a segurança dos palestinos. Queremos ver a paz no Oriente Médio, que passa pela cooperação entre Israel e os palestinos", disse o ministro diante de uma centena de industriais e jornalistas europeus.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, assegurou sexta-feira que seu país não pedirá perdão nem estudou ainda compensação à Turquia pelo episódio. "Israel não pode desculpar-se porque seus soldados foram atacados por uma turba que quase os matou. Mas lamentamos a perda de vidas humanas", assinalou Netanyahu em entrevista a um canal de televisão israelense.

Por sua vez, Bagis confirmou a reunião secreta na quarta-feira em Bruxelas entre o ministro de Assuntos Exteriores turco, Ahmed Davutoglu, e o ministro da Indústria e Comércio de Israel, Binyamin Ben-Eliezer, para falar das relações bilaterais futuras após o incidente no navio turco.

    Leia tudo sobre: gaza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG