Turnê de Madonna vai criar 1.635 t de CO2; diz jornal

A turnê mundial da popstar Madonna, que começa neste sábado na Grã-Bretanha, vai produzir 1.635 toneladas de CO2, de acordo com uma reportagem do jornal britânico Daily Mail deste sábado.

BBC Brasil |

A poluição gerada pelos 45 shows em 37 locais nos próximos quatro meses - entre eles, Rio de Janeiro e São Paulo -, segundo o diário, é equivalente à produzida por durante um ano por 160 britânicos ou a deixar-se uma lâmpada elétrica de 100 watts ligada durante 4 mil anos.

De acordo com os cálculos de especialistas consultados pelo Daily Mail, só com os vôos de jatinho particular entre a Europa e os Estados Unidos, Madonna vai produzir 95 toneladas de dióxido de carbono.

O site Carbonfootprint.com calculou ainda que os vôos da equipe de 250 pessoas da turnê, em aviões de carreira, vão gerar outras 1.080 toneladas do gás considerado o principal responsável pelo efeito estufa.

Freezers e camas elásticas
Entre a multidão de empregados de Madonna, segundo o jornal britânico, estão nove assistentes de figurino, 12 costureiras, um quiroprático, um personal trainer e uma massagista, além da banda com 12 integrantes.

O equipamento da turnê inclui também, segundo o jornal, quatro freezers para guardar os sacos de gelo usados por Madonna e suas dançarinas para aliviar dores musculares, 30 contêineres com as mais de 3,5 mil peças do figurino da cantora e 12 camas elásticas usadas para treinamento.

"É uma quantidade de emissões enorme, mesmo para um dos maiores ícones no mundo das celebridades. No entanto, essas emissões vão ser inundadas pelas provocadas pelas multidões de fãs", disse ao Daily Mail o especialista John Buckley, da Carbonfootprint.com.

O jornal lembra ainda que no ano passado, Madonna foi uma das principais atrações do Live Earth, o festival organizado pelo prêmio Nobel Al Gore, para conscientizar o público sobre o aquecimento global.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG