Os países signatários do Tratado da Antártica, reunidos em Baltimore (Maryland) há 11 dias, adotaram as propostas dos Estados Unidos para limitar o turismo na região a fim de proteger seu frágil ecossistema, anunciaram fontes oficiais.

Os signatários do Tratado, firmado em Washington há 50 anos, concluíram suas discussões ao aceitar limitações no tamanho dos navios de cruzeiro que operam na Antártica e no número de passageiros autorizados a desembarcar.

Outras medidas adotadas visam a melhorar a defesa do ecossistema e a segurança dos navios que entram na região.

"Estamos contentes com o resultado", disse Evan Bloom, que dirige a delegação americana, destacando que as medidas são adequadas às necessidades assinaladas pela secretária de Estado, Hillary Clinton, na inauguração da primeira reunião diplomática consagrada aos polos.

Apesar de adotadas por unanimidade, as medidas só terão força de lei quando forem ratificadas pelos 28 países membros do Tratado.

oh/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.