não gostar de Ataturk e pode ser processada - Mundo - iG" /

Turca diz não gostar de Ataturk e pode ser processada

Um promotor na Turquia abriu uma investigação criminal contra uma mulher que disse em um programa de televisão que não gosta de Mustafá Kemal Ataturk, considerado o fundador da Turquia moderna. Nuray Bezirgan, muçulmana fervorosa que usa véu, provocou polêmica na Turquia ao dizer que Ataturk é responsável pela opressão que ela sofre.

BBC Brasil |

"Se as pessoas estão me oprimindo em nome de Ataturk, então você não pode esperar que eu goste dele", disse.

Nuray reclamou que os muçulmanos não têm direito de exercer sua religião na Turquia e se disse admiradora do Aiatolá Khomeini, que fundou a República Islâmica do Irã.

O promotor vai decidir se vai entrar com um processo contra a mulher pelo 'insulto' a Ataturk. Ela poderia pegar até quatro anos de prisão.

Tema sensível
Nuray Bezirgan disse na televisão não ter conseguido completar seus estudos porque o véu islâmico é banido em universidades e em prédios públicos.

As declarações de Nuray Bezirgan tocaram em um assunto sensível na Turquia.

A correspondente da BBC em Istambul Sarah Rainsford diz que a polêmica acontece em um momento em que o partido governista AK é acusado de tentar acabar com o sistema secular fundado por Ataturk.

Uma das propostas do governo é de retirar algumas restrições ao uso do véu islâmico.

O militar Mustafá Kemal Ataturk governou a Turquia entre 1923 e 1938 e é responsável por reformas que aboliram o sultanato no país e deram início ao Estado secular.

O legado de Ataturk - como a abolição da poligamia e a substituição do direito islâmico por leis civis ocidentais - é fortemente protegido por legislações no país.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG