Tunisianos extraditados por recrutar terroristas chegam à Itália

Roma, 1 nov (EFE).- Os tunisianos Ali Ben Zidane Chehidi, Habib Ignaoua e Mohammed Salah Ben Hamadi, acusados de recrutar e ensinar futuros terroristas suicidas para enviá-los a Iraque e Afeganistão, chegaram hoje à Itália extraditados do Reino Unido, onde foram detidos em 6 de novembro de 2007.

EFE |

Os três detidos foram entregues neste sábado em Milão às autoridades italianas em execução de uma ordem de detenção européia emitida há quase um ano, informaram hoje fontes policiais da Itália.

Sua detenção no Reino Unido aconteceu no transcurso de uma operação policial européia que terminou com a prisão de dezenas de norte-africanos em Itália, França e Portugal.

Segundo os investigadores, a célula à qual pertenciam os três tunisianos contatava os possíveis mujahedins dentro das mesquitas e continuava sua tarefa através de telefonemas. EFE mcs/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG