MARROCOS - Onze pessoas morreram e outras 30 ficaram feridas na noite de sábado em Rabat, no Marrocos, durante um show de música que reuniu mais de 70 mil pessoas, informou a polícia neste domingo.

As vítimas fatais são cinco mulheres, quatro homens e duas crianças.

Segundo a polícia, o incidente começou quando um muro caiu sob um grupo de pessoas, ao final do show do cantor marroquino Abdelaziz Stati, em um estádio de Rabat. A queda provocou correria, que acabou matando as onze pessoas e ferindo as outras trinta.

O médico Abdelatif Benchekrun, chefe dos serviços de emergência do hospital Ibn Sina de Rabat, onde cinco vítimas permanecem internadas, afirmou que entre os mortos há muitos jovens.

O ministério do Interior abriu uma investigação para determinar as causas da tragédia.

O show estava previsto inicialmente para a Praça Mulay Al Hasan, no centro da cidade, mas devido ao grande público, foi transferido para o estádio de Hay Nahda.

O Festival Mawazine de Ritmos do Mundo foi criado em 2001. Ele atraiu cerca de 1,7 mil estrangeiros este ano e, segundo analistas, tem o objetivo de mostrar o Marrocos, onde o islamismo é a religião majoritária, como uma nação tolerante.

O evento, que durou uma semana e terminou na noite de sábado, foi aberto com um show da cantora australiana Kylie Minogue.

*Com informações da AFP e da BBC Brasil


Leia mais sobre: Marrocos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.