Correria teria começado após dez pessoas desmaiarem em meio à multidão que participava de festival

Multidão de cambojanos é empurrada em ponte no último dia das celebrações do Festival da Água em Phnom Penh
AP
Multidão de cambojanos é empurrada em ponte no último dia das celebrações do Festival da Água em Phnom Penh
Tumulto durante um festival na capital do Camboja, Phnom Penh, deixou pelo menos 180 mortos, de acordo com o primeiro-ministro Hun Sen em pronunciamente na TV. O incidente aconteceu quando uma multidão entrou em pânico na ponte que liga Phnom Penh a Diamond Island.

Segundo testemunhas, o tumulto começou quando dez pessoas desmaiaram em meio a multidão. Em pânico, as pessoas começaram a correr e muitas caíram para fora da ponte. Centenas de pessoas foram esmagadas no tumulto e muitas outras se jogaram da ponte, sobre o rio Tonle Sap.

Um cinegrafista da Reuters e uma testemunha disseram ter visto mais de 100 corpos. Fontes médicas afirmaram que 17 pessoas já chegaram mortas ao hospital .

Phnom Penh foi escolhida para o encerramento do festival da água, um evento anual que dura três dias. O governo estimou que cerca de 2 milhões de pessoas participassem da celebração.

Mulher ferida é carregada pela polícia cambojana depois de tumulto em ponte durante o último dia de celebrações do festival da água em Phnom Penh, na Camboja
AP
Mulher ferida é carregada pela polícia cambojana depois de tumulto em ponte durante o último dia de celebrações do festival da água em Phnom Penh, na Camboja
O festival anual, um dos maiores e mais exuberantes do Camboja, marca a inversão do fluxo entre os rios Tonle Sap e Mekong. Também é visto como uma forma de agradecer ao rio por dotar o país de terras férteis e abundância de peixe.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.