Pequim, 17 set (EFE).- Sete pessoas morreram e quatro estão desaparecidas a causa do tufão Koppu, que alcançou há dois dias a província de Cantão, no sul da China, informou hoje a agência oficial Xinhua.

Três dos falecidos eram da cidade de Luoding e os outros quatro de Xinyi, na qual quatro moradores seguem desaparecidos, assinalaram os responsáveis do Centro de Controle de Inundações e Seca de Cantão.

O tufão, o décimo quinto que afeta este ano à China, provocou fortes chuvas em toda a província, enquanto algumas casas em Yangchun, Xinyi Luodng e outras cidades ficaram destruídas pelos deslizamentos de terra.

Na cidade de Zhuhai, a embarcação de carga "Ágios Dimitrios 1", com bandeira do Panamá, derramou cinquenta toneladas de combustível em zona marítima.

Segundo as autoridades marítimas de Cantão, desde as 20h locais de ontem a situação está sob controle já que foram colocadas barreiras de contenção para prevenir que o combustível flutuante se estenda às zonas próximas.

Mais de um milhão de pessoas se viram afetadas por "Koppu", que assolou a cidade chinesa de Taishan, com ventos de até 126 km/h, procedente da cidade de Hong Kong, após uma passagem prévio pelas Filipinas onde tinha manifestado em forma de tempestade tropical.

EFE rat/fk

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.