Tufão Cham-hon causa 29 mortos e 19 desaparecidos nas Filipinas

Manila, 9 mai (EFE).- Pelo menos 29 pessoas morreram e outras 19 são dadas por desaparecidas nas Filipinas após a passagem do tufão Cham-hon, que deixou também dezenas de pessoas feridas.

EFE |

A maioria das vítimas morreu por causa dos deslizamentos de terras provocados pelos fortes chuvas, afogadas ou atingidas por objetos arrastados pelo forte vento, segundo dados da Defesa Civil.

A televisão local "GMA" assinalou que aconteceram 13 mortes na província de Pangasinan e 11 em Ifugao, enquanto nas de Zambales, La Unión, Bataan, Cagayan e Nova Vizcaya, todas na ilha de Luzon, aconteceram uma em cada uma.

Os danos ocasionados pelo fenômeno atmosférico à agricultura e as infraestruturas chegaram a 379 milhões de pesos (uns oito milhões de dólares ou seis milhões de euros), segundo dados preliminares do Conselho Coordenador Nacional para Desastres.

O tufão, que perdeu força nas últimas horas e baixado de categoria até tempestade tropical, afetou mais de 64 mil pessoas e deixou danos em sete mil casas, dos quais mais de 2,8 mil foram considerados totalmente destruídos.

Cerca de 20 ciclones visitam o arquipélago filipino durante a estação das chuvas, que começa entre maio e junho e se prolonga até outubro ou novembro. EFE ntc/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG