Tuberculose mata 1,6 milhão por ano e ameaça pacientes com aids

A tuberculose custou a vida de 1,65 milhão de pessoas no ano passado e sua inter-relação com HIV/Aids aumenta o número de mortes entre pacientes com essa doença. Por essa razão, as duas epidemias devem ser enfrentadas de forma conjunta, afirmou hoje o especialista queniano Chakaya Jeremiah.

EFE |

Jeremiah, diretor de pesquisas do Instituto de Pesquisa Médica do Quênia, explicou que "cerca de um terço da população mundial está infectada hoje em dia com o germe que causa a tuberculose", que no ano passado quase igualou as mais de dois milhões de vítimas da aids.

Durante a última sessão plenária 17ª Conferência Internacional sobre Aids ("Aids 2008"), que após quase uma semana fecha hoje suas portas na capital mexicana, o médico disse que das 33 milhões de pessoas que vivem com o vírus do HIV no mundo, pelo menos 11 milhões sofrem também tuberculose.

"O drama gerado pela associação entre HIV e a tuberculose pode ser observado com maior intensidade na África Subsaariana", comentou o especialista queniano.

O pesquisador ressaltou que o HIV "é atualmente considerado o agente mais potente para reativar a tuberculose latente" em um paciente que não desenvolveu a doença.

Segundo ele, o vírus da aids constitui um fator de risco "muito grande para a progressão de novas infecções de tuberculose nas pessoas".

    Leia tudo sobre: aidstuberculose

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG