MIAMI (Reuters) - Tubarões morderam e mataram um homem que praticava kitesurf no litoral sul da Flórida, informaram investigadores locais nesta quinta-feira. É a primeira morte na Flórida causada por ataque de tubarão em cinco anos, apesar de a média no Estado ser de 21 ataques por ano, segundo dados do Museu de História Natural da Flórida.

O salva-vidas Daniel Lund disse aos investigadores do comissariado do Condado de Martin que viu um homem na água com sua prancha de kitesurf nem frente à praia Stuart na tarde de quarta-feira. Lund teria nadado em direção à vítima para resgatá-la.

"Ao se aproximar, Lund viu sangue na água e ouviu o sujeito gritando que o tubarão havia mordido ele", dizia o relato dado às autoridades.

O surfista ferido parou de falar, enquanto o salva-vidas nadava com a vítima para a praia. Paramédicos não conseguiram reanimá-lo e o surfista, Stephen Schafer, de 38 anos, morreu no hospital após recuperar a consciência, segundo o relatório.

Schafer tinha diversas mordidas na mão e nas nádegas e um corte de 20 a 25 centímetros na coxa.

A imprensa local disse que Schafer foi circundado por diversos tubarões quando o salva-vidas o alcançou, algo que seria incomum na região durante o inverno. Mordidas de tubarão são mais comuns nos meses de verão.

(Reportagem de Jane Sutton)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.