O presidente zimbabuano, Robert Mugabe, declarou guerra ao afirmar que as balas de fuzil prevalecem sobre as cédulas de votação, afirmou neste domingo o principal líder da oposição, Morgan Tsvangirai, após anunciar sua retirada da eleição presidencial.

"O candidato do ZANU-PF (partido no poder) à eleição não tem nenhum respeito pelo MDC (seu Movimento pela Mudança Democrática)", declarou Tsvangirai em uma entrevista coletiva à imprensa em Harare.

Mugabe "declarou guerra ao afirmar que as balas de fuzil prevalecem sobre as cédulas de votação", afirmou.

fj-ip/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.