Tropas russas mantêm operações de ataque em território georgiano

Tbilisi - As tropas russas mantiveram hoje suas operações de ataque contra infra-estruturas civis e militares em território georgiano, sem que se vislumbre o início da retirada já anunciada pelo Kremlin.

EFE |

  • Tropas russas iniciam retirada da Geórgia
  • Veja galeria de fotos do conflito na Geórgia
  • Entenda o conflito na Ossétia do Sul
  • Análise: as lições do conflito na Ossétia do Sul
  • Segundo a emissora de rádio "Imedi", soldados russos atearam fogo nas instalações de um acampamento juvenil na cidade de Ganmujuri, perto da região separatista da Abkházia.

    O campo juvenil tinha sido inaugurado pelo presidente georgiano, Mikhail Saakashvili, em 17 de julho último.

    Além disso, segundo dados do Ministério do Interior georgiano, as tropas russas seguem ocupando as cidades de Gori, perto da Ossétia do Sul, e de Senaki e Zugdidi, não muito distantes da fronteira com a Abkházia.

    Em Moscou, o subchefe do Estado-Maior Geral das Forças Armadas da Rússia, Anatoli Nogovitsin, anunciou nesta segunda-feira o início da "retirada das tropas de paz e das forças de apoio na região".

    No entanto, em seguida contemporizou: "Posso assegurar quando chegará o ano novo, mas não posso dar uma data exata para a retirada de nossas tropas da zona de conflito".

    "Só posso dizer que não sairemos tão rápido como viemos", expressou.

    A secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, que assistirá hoje em Bruxelas à reunião extraordinária da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) sobre a Geórgia, pediu à Rússia que cumpra com sua palavra e retire as tropas de território georgiano.

    Opinião:

    Leia mais sobre Geórgia

      Leia tudo sobre: georgiarússia

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG